Ficção – Contos (Parte 1)

A primeira parte deste guia, que abarcará os 85 primeiros contos escritos por Asimov, está organizado na ordem em que os contos foram escritos. Quando finalizado, conterá o número e o nome dos contos, as datas de suas primeiras publicações e todas as aparições dos contos que se tem notícia em português, além da nossa opinião sobre as obras, a saber:

Isaac Verde significa que é uma obra essencial do Bom Doutor e você deve ler sem medo. Isaac Amarelo significa que a leitura é recomendada – a história pode conter algum conceito interessante ou divertido, porém não espere nenhuma obra prima. Isaac Vermelho significa que somente os fãs mais hardcore deveriam se dar ao trabalho: mesmo assim leia uma vez para matar a curiosidade e depois deixe pra lá.

Captura de Tela 2015-10-16 às 16.36.25Captura de Tela 2015-10-16 às 16.35.37Captura de Tela 2015-10-16 às 16.34.25


 1934


00 – Little Brothers

  • Primeira aparição: Revista literária da Brooklyn Boys High Recorder (Primavera 1934);
  • Outras aparições: Before the Golden Age (1974) – não aparece no índice, mas está no início do ensaio 1934; Opus 200 (1979); Além dessas duas aparições, uma edição limitada foi produzida em 1989 – apenas 126 cópias foram impressas, das quais 100 foram distribuídas – todas elas, autografadas por Asimov. Sabemos que uma cópia foi enviada para Arthur C. Clarke (veja página 108 do livro Yours, Asimov).
  • Observação: Na data de hoje, procurando na internet, encontrei 3 cópias desse livro disponíveis para venda, com preços que variam de R$500 a R$750. Alguém se habilita? (AbeBooks.com)
  • Título em Português: Irmãos Menores
  • Publicação no Brasil: Nunca foi publicada oficialmente, porém nossa equipe do Eu, Asimov fez a tradução do conto. (Clique aqui para ler, com exclusividade).
  • Comentários: O próprio Asimov nem lembrava direito desse texto até mencioná-lo a título de curiosidade no livro Como Tudo Começou (Early Asimov). Após o fato, começou a pensar no assunto e, encucado sem saber se o texto ainda existia, tratou de garimpa-lo (ele descreve os detalhes de sua busca no livro Opus 200, no início do último capítulo: Autobiografia).O texto nada mais é do que isso mesmo: uma curiosidade, um documento histórico, um exercício literário de um menino de 14 anos que, como ele mesmo diz, não demonstrava em absolutamente nada que aquele rapaz teria algum talento literário e se tornaria um dos escritores mais prolíficos da história da humanidade.

 1938


01 – Cosmic Corkscrew

  • Primeira aparição: Nunca foi publicada e hoje está perdida.
  • Título em Português: “O Saca-rolhas Cósmico”, em tradução literal.
  • Comentários: Era sobre um viajante do tempo que vai para o futuro e encontra a Terra deserta por causa de algum fato recém-acontecido. Devido à natureza em espiral do Tempo – que Asimov imaginou para essa história e daí o título –  ele só poderia viajar as distâncias entre as espirais, e somente em linha reta, ou seja, não poderia viajar uma distância mais curta para trás no tempo para descobrir o que havia acontecido. Uma premissa curiosa mas que nunca foi revisitada por ele.

 02 – The Callistan MenaceAmeaça de Calisto

  • Títulos Alternativos : Stowaway (Clandestino); Magnetic Death (Morte Magnética).
  • Primeira aparição: Edição de abril de 1940 da revista Astonishing Stories.
  • Título em Português: A Ameaça de Calisto (clique aqui para ler)
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro O Futuro Começou (1978 – Hemus).
  • Comentários: Este é o conto mais antigo de Asimov que chegou a ser publicado. Após ser rejeitado várias vezes, Asimov deixou-o de lado. Mas depois que já havia vendido outros contos, resolveu reescrevê-lo e tentar de novo. Foi somente ao ser publicada que a história recebeu seu título definitivo, alterado pelo editor das revistas Astonishing Stories e Super Science Stories, Frederik Pohl.

Captura de Tela 2015-10-16 às 16.35.37

É um conto divertido, porém totalmente fora do estilo que Asimov se especializaria. Aqui é possível perceber ainda as fortes influências da ficção científica das revistas pulp, com seus monstros gigantes, e um certo tom de filme de terror. Recomendo a leitura, até porque o conto é relativamente curto. Mas vale mais pelo valor histórico do que por qualquer outra coisa.


 03 – Marooned off VestaAmazing-Stories-Cover-March-1939-206x300

Captura de Tela 2015-10-16 às 16.36.25Tá bom, talvez não seja nenhum clássico e talvez devesse ter recebido um Isaac Amarelo. Mas eu realmente gosto desse conto, principalmente considerando que é tão antigo e, mesmo assim, já deixa transparecer aqui e ali o Asimov que conhecemos. Também pode ser considerado um conto essencial, pois graças a ele Asimov percebeu que havia uma chance de ganhar algum dinheiro vendendo histórias. Ele até explora uma técnica que viria a usar muito posteriormente: apresentar um quebra-cabeça para o qual os personagens precisam encontrar uma solução. Foi o primeiro conto a ganhar uma nova tradução aqui pelo blog.


 04 – This Irrational Planet

  • História finalizada por Asimov em agosto de 1938. Nunca foi publicada e hoje está perdida.
  • Tudo o que Asimov se lembra sobre esse conto perdido é que “Esse Planeta Irracional”, com certeza, era a Terra.

05 – Ring Around the Sunfuture_fiction_194003 Ring Sun

  • Primeira aparição: Edição de março de 1940 da revista Future Fiction.
  • Título em Português: Anel em Torno do Sol (clique aqui para ler)
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro O Futuro Começou (1978 – Hemus).
  • Comentários: Asimov desejava que essa fosse a primeira de uma série apresentando os dois protagonistas, Jimmy Turner e Roy Snead. Ele acabou perdendo o interesse e depois criou outra dupla, Powel e Donovan que, esses sim, apareceram em uma série de histórias.

Captura de Tela 2015-10-16 às 16.35.37Asimov fez algumas tentativas no início de sua carreira usando a seguinte fórmula: 1) apresentação rápida de um cenário, 2) os personagens realizam algumas peripécias, 3) final humorístico surpreendente. Eu gosto mais quando ele salpica seu senso de humor de forma mais discreta na ficção, ou então quando deixa rolar toda a sua irônica auto-adulação nos textos de não-ficção. Tendo dito isso, achei o conto divertidinho — mais pela caracterização dos personagens do que pela história em si. Mas dá pra dar uma risadinha no final.


06 – The Weapon

  • Primeira aparição: edição de maio de 1942 da revista Super Science Stories (sob o pseudônimo H.B. Ogden – posteriormente foi também publicado em sua primeira autobiografia, In Memory Yet Green)
  • Curiosidade: Foi por muito tempo considerada uma história perdida. Asimov havia publicado o conto sob o pseudônimo H.B. Ogden e por isso a havia perdido de vista por algum tempo.
  • Título em Português: A Arma
  • Publicação no Brasil: Nunca foi publicada no Brasil, a primeiríssima tradução disponível em Português foi realizada aqui pelo blog Eu, Asimov. Link muito em breve!
  • Comentários: Eis o que diz o próprio Asimov sobre este conto: “Aí está; não é exatamente uma boa história, mas também não tão má para um jovem de 18 anos. Eu a escrevi na primeira metade deCaptura de Tela 2015-10-16 às 16.36.25 setembro de 1938 ao mesmo tempo em que a crise de Munique chegava ao seu auge – e que acabou culminando com o rendimento dos países aliados . Não é de surpreender que eu tenha colocado a democracia como se estivesse a ponto de ser destruída.” Bem, apesar de Asimov não se animar tanto com essa história, ele gostava dela o suficiente para incluí-la na íntegra na primeira parte de sua autobiografia. Eu confesso que, ao fazer a tradução, achei algumas partes no miolo bem chatinhas, porém o texto não é muito longo e, além disso, gostei do twist no final – o que acabou rendendo um Asimov verde na minha avaliação.

07 – Paths of Destiny

  • História finalizada por Asimov em outubro de 1938. Foi rejeitada como sendo “banal” e hoje está perdida.
  • Em português, o título seria “Caminhos do Destino”
  • Asimov não se lembra de nada a respeito dessa história.

08 – Knossos in Its Glory

  • História finalizada por Asimov em novembro de 1938.
  • Em português, o título seria “Knossos em sua Glória”
  • A história era uma tentativa de recontar o mito de Teseu com um pano de fundo de Ficção Científica..

09 – The Magnificent PossessionA Posso Magnífica

  • Títulos Alternativos : Ammonium (Amônia)
  • Primeira aparição: Edição de julho de 1940 da revista Future Fiction.
  • Título em Português: A Posse Magnífica
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro O Futuro Começou (1978 – Hemus).
  • Comentários: Asimov confessa que a história, uma de suas primeiras tentativas de fazer humor (assim como O Anel em Torno do Sol), o deixava envergonhado, e ele se sentia aliviado que seu principal editor de longa data, John W. Campbell, nunca a viu, pois certamente a teria rejeitado para publicação.

Captura de Tela 2015-10-16 às 16.34.25Mais uma de suas tentativas de fazer humor com a fórmula: 1) apresentação de um cenário, 2) personagens realizam peripécias, 3) final humorístico surpreendente. Diferente de O Anel em Torno do Sol, os personagens aqui são caricatos demais e sem carisma. Além disso, Asimov havia acabado de terminar um curso de Química no colégio e exagera um pouco nas fórmulas e terminologias – o que em si não é um problema, mas também não ajuda a nos trazer para dentro da história. Leia só se for como eu: alguém que faz questão de ler cada linha escrita pelo Bom Doutor.


10 – Trends (Ad Astra)Tendências

  • Títulos Alternativos : Ad Astra
  • Primeira aparição: Na revista Astounding Science Fiction, a revista de ficção científica mais importante da época, na edição de julho de 1939.
  • Título em Português: Tendências
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro O Futuro Começou (1978 – Hemus).
  • Comentários: A origem desse conto remete a algumas pesquisas que Asimov estava fazendo para um acadêmico, que estava escrevendo um livro sobre a resistência que a sociedade tinha às mudanças tecnológicas. Asimov estava particularmente intrigado com uma série de artigos publicados no início do século XX por Simon Newcomb que dizia que aeronaves mais pesadas que o ar eram fisicamente impossíveis. Se havia existido resistência às mudanças tecnológicas anteriormente, Asimov concluiu que poderia haver resistência aos voos espaciais — uma ideia que ele nunca havia encontrado em nenhuma história de ficção científica até então. Em dezembro de 1938 Asimov escreveu “Ad Astra”, uma história que incluía a resistência da sociedade à proposta de um voo para a Lua, e enviou-a para John W. Campbell, editor da revista Astounding. Campbell gostou da ideia mas pediu que Asimov reescrevesse o texto para que o conceito proposto por ele fosse mais central à história. Asimov assim o fez e Campbell aceitou a nova versão, publicando a história com o novo título, “Trends”. (texto adaptado da Wikipedia)

Captura de Tela 2015-10-16 às 16.35.37Asimov parece ter um carinho especial por essa história. Também pudera, após muito penar, finalmente conseguira vender uma história para John W. Campbell, editor da maior revista de FC da época. Apesar de eu concordar que o conceito é inovador e a premissa é bem desenvolvida — e que o final é até interessante, apesar de anticlimático — eu acho o texto um pouco arrastado e o conto um pouco longo. Mas sem dúvida nenhuma é uma boa recomendação, principalmente se você nunca o leu.


1939


11 – The Weapon Too Dreadful to UseAmazing_stories Weapon Dreadful_193905

  • Primeira aparição: Edição de maio de 1939 da revista Amazing Stories.
  • Título em Português: A Arma Terrível Demais para Ser Usada
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro O Futuro Começou (1978 – Hemus).
  • Comentários: Segunda história de Asimov a ser publicada.

Captura de Tela 2015-10-16 às 16.34.25O fato de “A Arma Terrível Demais para Ser Usada” ser de fato usada não me incomoda. O que me incomoda é o final ingênuo e algumas incoerências na história. É um conto com muitos altos e baixos, mas recomendo a leitura pelo valor histórico. Outra coisa a se reparar é que, no início de sua carreira, Asimov ainda usava personagens Marcianos, Venusianos, etc. Com o tempo, ele foi deixando os alienígenas de lado para investir no seu conceito de expansão da humanidade pelo espaço e o seu Império Galático.


12 – The Decline and Fall

  • História finalizada por Asimov em fevereiro de 1939.
  • Em português, o título seria “O Declínio e Queda”
  • Asimov não se lembra de nada a respeito dessa história.

13 – Black Friar of the Flame220px-Planet_stories_Spring_1942_cover

  • Títulos Alternativos : Pilgrimage (Peregrinação)/ Galactic Cruzade (Cruzada Galáctica)
  • Primeira aparição: Edição de primavera de 1942 da revista Planet Stories.
  • Título em Português: O Rei Negro da Chama
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro O Futuro Começou (1978 – Hemus).

Captura de Tela 2015-10-16 às 16.34.25Asimov odeia essa história e eu também. Ô história chata. Foi a primeira vez que foi pedido a ele que reescrevesse uma história de novo e de novo, e ele prometeu que nunca mais faria isso. MAS, essa história tem um mérito. Foi onde ele começou a explorar alguns conceitos que, posteriormente, dariam forma a alguns outros contos muito bons e, finalmente, à Saga da Fundação. Eu já havia lido a história há alguns anos mas não tive saco de relê-la agora para fazer esta resenha. Encare o desafio por sua própria conta e risco.


14 – Robbiesuperseptember1940

  • Títulos Alternativos : Strange Playfellow
  • Primeira aparição: Na revista Super Science Stories em setembro de 1940.
  • Título em Português: Robbie
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro Eu, Robô (Aleph, 2014) e Visões de Robô (Record, 2002)
  • Comentários: Primeira história de Asimov sobre robôs. Foi publicada pela primeira vez em 1940. No entanto, em 1950, uma nova versão aparece em seu primeiro livro, Eu, Robô. Nessa nova versão, Asimov acrescenta a presença de Susan Calvin, sua famosa e icônica psicóloga de robôs, e faz com que o conto se encaixe na proposta do livro.

Captura de Tela 2015-10-16 às 16.36.25Sou suspeito para falar pois adoro todos os contos de Asimov sobre robôs. Este, sendo o primeiro, ainda é um tanto quanto simplório e juvenil, mas já apresenta alguns elementos interessantes ao explorar as reações e postura da humanidade quando colocada frente a frente com a inevitabilidade da existência destes novos seres que ela mesma criou. Além disso, traz uma abordagem praticamente inédita quanto aos próprios robôs. Até então, a ficção científica, com raríssimas exceções, retratava sempre a problemática “robô se volta contra seu criador”, o também chamado Complexo de Frankenstein. Asimov passou quase toda a sua vida demonstrando que os robôs podem, na verdade, serem grandes e fiéis companheiros para a humanidade. Robbie é a primeiríssima coisa de Asimov que muitos leem, pois muitos começam a le-lo pelo seu livro mais famoso: Eu, Robô. Como porta de entrada para o universo asimoviano, a história cumpre seu papel com dignidade.


15 – Half-Breedastonishing_4002

  • Primeira aparição: Na edição de fevereiro de 1940 da revista Astonishing Stories.
  • Título em Português: Mestiço
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro O Futuro Começou (1978 – Hemus).
  • Comentários: Com 9000 palavras, foi o conto mais longo publicado até então por Asimov. Ganhou uma continuação, Half-Breeds on Venus, também publicada em português no livro já mencionado.
  • Algumas palavras de Asimov sobre a impossibilidade da existência de Marcianos e do cruzamento entre eles e os humanos: “Eu já sabia disso em 1939; É claro que sabia. Eu simplesmente aceitei os clichês da ficção científica, só isso. Depois eu finalmente parei de fazer isso”.
  • Algumas palavras de Asimov sobre escrever um tema romântico: “Essa foi a primeira história na qual eu tentei introduzir um tema romântico, mesmo que leve. Tinha que ser um desastre. Na época em que escrevi essa história, ainda nem tinha saído com uma garota”.

Captura de Tela 2015-10-16 às 16.35.37Asimov voltou muitas vezes, nesses primeiros anos de sua carreira, ao tema do preconceito racial. Sendo ele um Judeu no meio da Segunda Guerra Mundial, não havia mesmo como ele se esquivar disso — e nem havia necessidade. Principalmente porque a ficção científica é — e sempre foi — um excelente meio para discutir temas atuais, sem realmente dar os nomes aos bois. Outro aspecto positivo é que os personagens são bem caracterizados, carismáticos, até, o que rendeu uma ideia de se fazer uma série com eles, o que não aconteceu. Tendo dito isso, nos dias de hoje fica difícil aceitar alguns conceitos apresentados na história, como o próprio autor admite já naquela época. Acaba deixando o conto meio bobo.


16 – The Secret SenseCosmic Stories Secret Sense

  • Primeira aparição: Na edição de março de 1941 da revista Cosmic Stories.
  • Título em Português: O Sentido Secreto
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro O Futuro Começou (1978 – Hemus).
  • Comentários: Asimov doou essa história para ajudar a apoiar a nova revista, porém a revista acabou não durando muito mesmo assim.

Captura de Tela 2015-10-16 às 16.35.37Quase coloquei um vermelho aqui, mas pensando bem a história até que não é desinteressante e explora bem a premissa, apesar de ser basicamente isso. Vale uma leitura sem muito compromisso.


17 – Life Before Birth

  • História finalizada por Asimov no verão de 1939.
  • Em português, o título seria “Vida Antes do Nascimento”
  • Asimov não se lembra de nada a respeito dessa história.

18 – The Brothers

  • História finalizada por Asimov entre setembro e outubro de 1939.
  • Em português, o título seria “Os Irmãos”
  • Era sobre dois irmãos, um bom e um mau, um dos quais estava construindo uma invenção científica.

1940


19 – Homo Sol5379855830_cafee4152c Homo Sol

  • Primeira aparição: segunda história do autor a ser publicada na revista Astounding Science Fiction, a revista de ficção científica mais importante da época (a primeira história foi “Trends”). Saiu na edição de setembro de 1940.
  • Título em Português: Homo Sol
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro O Futuro Começou (1978 – Hemus).
  • Comentários: Dois outros contos compartilham o mesmo cenário e formam uma “trilogia”: “The Imaginary” e “The Hazing”, ambos publicados em 1942. É nessa história que Asimov apresenta a psicologia como uma ciência matemática e exata. Mais refinado e plausível, esse conceito ressurgiria no conto “The Encyclopedists” e, posteriormente, se tornaria a Psicohistória da série Fundação.

Captura de Tela 2015-10-16 às 16.36.25Não sei se é por causa da galáxia habitada por diversas civilizações que fazem parte de uma espécie de “federação dos planetas”; ou se é por causa da premissa que os seres humanos, mesmo quando inferiores à outras civilizações, acabam demonstrando uma característica que os faz especiais; o fato é que ambas as razões me remetem muito a Jornada nas Estrelas, mais de 25 anos antes de sua criação em 1966. O conto é muito divertido e contém a sementinha de toda a saga da Fundação – já a começar pelo título, que possui as mesmas iniciais do pai da Psicohistória, Hari Seldon.


20 – Half-Breeds on Venus61Tg+n-nmML._SY300_

  • Primeira aparição: Dezembro de 1940, Astonishing Stories
  • Título em Português: Mestiços em Vênus
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro O Futuro Começou (1978 – Hemus).
  • Comentários: Em breve.

Captura de Tela 2015-10-16 às 16.34.25Seu primeiro conto com os Mestiços fez um certo sucesso, então ele escreveu uma continuação. Bem, deem uma olhada na capa da revista ao lado. Basicamente a história é isso. Um retrocesso para as histórias de ficção científica com monstros que Asimov lera na infância e que ele nunca soube reproduzir direito. Está na minha lista das 5 piores histórias escritas por Asimov. Por mim, pode pular. Depois não diga que eu não avisei.


21 – The Imaginaryimaginary super_science_stories_194211

  • Primeira aparição: Super Science Stories (na edição de novembro de 1942)
  • Título em Português: O Imaginário
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro O Futuro Começou (1978 – Hemus).
  • Comentários: Este é o segundo conto na trilogia que também contém “Homo Sol” e “The Hazing”.

Captura de Tela 2015-10-16 às 16.36.25 Apesar de ter uma história meio sem relevância, Asimov continua desenvolvendo os psicólogos e isso por si só já é algo digno de leitura. Importante ressaltar que a psicologia nos contos de Asimov não é essa ciência com a qual estamos acostumados; é uma outra Psicologia, uma Psicologia Exata, baseada em cálculos, fórmulas e projeções. Além disso, é uma história muito bem humorada com um final divertidíssimo.


22 – The Oak

  • História finalizada por Asimov no verão de 1940.
  • Em português, o título seria “O Olmo”
  • Era uma história de fantasia sobre um Olmo que era também um oráculo e dava conselhos ambíguos.
  • Nunca foi publicada e hoje está perdida.

23 – Heredityastonishing_stories_194104

  • Títulos Alternativos : Twins
  • Primeira aparição: Na revista Astonishing Stories (Abril de 1941)
  • Título em Português: Hereditariedade
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro O Futuro Começou (1978 – Hemus).
  • Comentários: Mais uma vez o Bom Doutor ganhou a capa da revista com um conto seu.

Captura de Tela 2015-10-16 às 16.35.37A velha questão dos gêmeos criados separados sempre encontra lugar na ficção. No caso aqui, e se os dois irmãos tivessem sido criados em dois astros diferentes – um na Terra e o outro em Ganimedes, o maior satélite de Júpiter? A história diverte em alguns momentos, principalmente quando os irmãos precisam depender um do outro para sobreviver. Mas falta aquele “tchan” que as boas histórias do Bom Doutor sempre apresentam.


24 – Historytumblr_nea9yaoW9o1r18mzfo1_500

  • Primeira aparição: na edição de março de 1941 da revista Super Science Stories
  • Título em Português: História
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro O Futuro Começou (1978 – Hemus).

Captura de Tela 2015-10-16 às 16.34.25Eu não gosto muito dessa história simplesmente porque parece não levar a lugar nenhum. Mas há fãs de Asimov que não a acham tão má assim. Mas, se há algo digno de nota, é o fato de Asimov prever a derrota e queda de Hitler, mesmo tendo escrito esse texto durante a guerra em um período no qual o ditador nazista estava no auge. Mais uma observação: novamente aparece um personagem marciano — ainda bem que Asimov os deixaria de lado muito em breve.


25 – Reasonasf-194104

  • Primeira aparição: Na revista Astounding Science Fiction (em abril de 1941)
  • Título em Português: Razão
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro Eu, Robô (Aleph, 2014) e Visões de Robô (Record, 2002)
  • Curiosidade: Em 1967, esse conto foi adaptado em um episódio da série britânica Out of the Unknown, com o nome de “The Prophet” (O Profeta). (Veja as imagens neste link) As roupas usadas pelos atores interpretando os robôs foram re-utilizadas em Doctor Who no episódio The Mind Robber. As roupas tiveram que ser pintadas de amarelo e cinza para poderem ser filmadas contra um fundo preto. (Veja a imagem da nova pintura neste link)

Apesar de no livro Eu, Robô essa história aparecer depois de “Runaround”, ela é, na verdade, a primeira aparição de Donovan e Powell — a dupla meio atrapalhada de especialistas em robótica que, de vez em quando, é enviada para resolver problemas cabeludos envolvendo robôs. Aqui, Asimov faz uma crítica duríssima aos fanáticos religiosos, com muito bom humor. É um dos meus contos favoritos de robôs, leitura obrigatória!


26 – Christmas on Ganymedestartling-194201

  • Primeira aparição: Startling Stories (em janeiro de 1942)
  • Título em Português: Natal em Ganimedes
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro O Futuro Começou (1978 – Hemus).
  • Comentários: (Traduzido diretamente do “Jenkins’ Spoiler-Laden Guide to Isaac Asimov” – já que eu mesmo não tinha muito a dizer) “Quando eu li esse conto pela primeira vez, aos 14 anos, achei engraçado. Hoje em dia me contorço de dor. Assim como suas tentativas anteriores em fazer humor (como A Posse Magnífica – The Magnificent Possession), é muito doloroso ter que relCaptura de Tela 2015-10-16 às 16.34.25er. E, assim como The Callistan Menace (A Ameaça de Calisto), também é doloroso ver os ridículos conceitos de astronomia apresentados. Muito, muito ruim. (Pelo menos os personagens não-humanos são interessantes, ou seja, não é perda total. Um Asimov mais experiente e habilidoso no futuro poderia ter escrito a história em outro cenário que não Ganimedes e ter tirado alguma coisa boa dali, mas o Asimov de 1940 não foi capaz disso).

     


1941


27 – The Little Man on the Subway

  • Primeira aparição: em Fantasy Book, Número 6 (Janeiro de 1950) páginas. 4-19
  • Título em Português: O Homenzinho no Metrô
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro O Futuro Começou (1978 – Hemus).
  • Nota: Em colaboração com Frederik Pohl, sob o pseudônimo de James MacCreigh.
  • Comentários: Ao ler esta história em outubro de 2018 me preparando para escrever este comentário, não pude eCaptura de Tela 2015-10-16 às 16.35.37vitar a sensação de estar lendo um spin off de Deuses Americanos, de Neil Gainman. Só que escrito décadas antes! Muitas vezes Asimov explorou a literatura de fantasia, afastando-se da Ficção Científica, mais até do que muitos leitores se dão conta. Sua obra mais famosa de fantasia é provavelmente a coletânea de contos Azazel. O Homenzinho no Metrô, escrito em parceria com Frederik Pohl, nos oferece um vislubre das capacidades de Asimov fora do campo que o tornou célebre. É um conto engraçadinho que, na minha opinião, vale a leitura como curiosidade.

 


28 – Liar!ast_4105

  • Primeira aparição: Revista Astounding Science-Fiction, Maio de 1941, páginas. 43-55
  • Título em Português: Mentiroso!
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro Eu, Robô (Aleph, 2014) e Visões de Robô (Record, 2002)
  • Curiosidade: Primeira aparição da robopsicóloga Susan Calvin, uma das personagens mais bem construídas de Asimov e que aparece em 5 das nove histórias que compõem a coletânea Eu Robô.
  • Comentários: Para mim, qualquer uma das histórias que explora as potenciais falhas das trCaptura de Tela 2015-10-16 às 16.36.25ês leis da robótica é leitura obrigatória. Susan Calvin aparece pela primeira vez – e a sequência final onde ela trava um embate psicológico com o robô Herbie (RB-34, não confundir com o simpático fusquinha da série dos anos 60 nem com o robôzinho do Quarteto Fantástico) é poderosa e emblemática. A premissa é muito interessante e levanta uma questão que permearia toda a obra do Bom Doutor incluindo o seu livro Fundação e a Terra, mas se eu falar mais estarei dando um spoiler. Então melhor parar por aqui, mas fica a pergunta: qual o limite do que um robô é capaz de fazer para seguir a sua programação e prevenir que a humanidade sofra algum mal?

29 – Masks

  • História escrita por Asimov por sugestão de Campbell, que não queria que ele ficasse marcado somente por histórias sobre robôs.
  • Em português, o título seria “Máscaras”
  • Era uma história curta de fantasia com aproximadamente 1500 palavras.
  • Nunca foi publicada e hoje está perdida. Asimov não se lembrava dos detalhes da história.

30 – The Hazing

  • Primeira aparição: Na revista Thrilling Wonder Stories, outubro de 1942, páginas 89-97.
  • Título em Português: O Trote.
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro O Futuro Começou (1978 – Hemus).
  • Curiosidade: É a terceira história que se passa no universo do conto “Homo Sol”. A segunda é “The Imaginary”. Fala da psicologia como uma ciência exata. A trilogia serve como um embrião do que viria a se tornar a psico-história, mas sem o charme e a sofisticação que seriam desenvolvidos depois.
  • Comentários: O próprio Isaac Asimov não lembrava de nada desse conto. Nem mesmo após relê-lo não Captura de Tela 2015-10-16 às 16.35.37conseguiu ter nenhuma lembrança de tê-lo escrito. Das três histórias que compõe essa trilogia, é a que gosto menos. Porém, vale pela curiosidade. Vale também como um vislumbre do processo de escrita de Asimov, pois vários dos conceitos apenas pincelados nesses contos viriam a se tornar algo muito mais charmoso e sofisticado em futuras obras.

 


31 – Super-Neutron

  • Primeira aparição: em breve.
  • Título em Português: Supernêutron.
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro O Futuro Começou (1978 – Hemus)
  • Comentários: em breve.

32 – Nightfall

  • Primeira aparição: Revista Astounding Science-Fiction, setembro de 1941, páginas 9-34.
  • Título em Português: O Cair da Noite.
  • Publicação no Brasil: em breve.
  • Comentários: em breve.

33 – Not Final!

  • Primeira aparição: Revista Astounding Science-Fiction, outubro de 1941, páginas 49-61.
  • Título em Português: Não É a Última Palavra!
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro O Futuro Começou (1978 – Hemus)
  • Comentários: em breve.

34 – Legal Ritesweirdtales-195009

  • Primeira aparição: Revista Weird Tales, setembro de  1950, páginas 8-25.
  • Título em Português: Ritos Legais.
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro O Futuro Começou (1978 – Hemus)
  • Nota: Em colaboração com Frederik Pohl, sob o pseudônimo de James MacCreigh.
  • Comentários: em breve.

35 – Robot AL-76 Goes Astray

  • Primeira aparição: Revista Amazing Stories, fevereiro de 1942, p. 218 em diante.
  • Título em Português: em breve.
  • Título anterior à publicação: Source of Power (Fonte de Poder)
  • Publicação no Brasil: em breve.
  • Comentários: em breve.

36 – Foundation (The Encyclopedists)

  • Primeira aparição: em breve.
  • Título em Português: em breve.
  • Publicação no Brasil: em breve.
  • Comentários: em breve.

37 – Runaround

  • Primeira aparição: Revista Astounding Science-Fiction, março de 1942, páginas 94-103.
  • Título em Português: em breve.
  • Publicação no Brasil: em breve.
  • Comentários: em breve.

38 – Bridle and Saddle (The Mayors)asf-194206

  • Primeira aparição: em breve.
  • Título em Português: em breve.
  • Publicação no Brasil: em breve.
  • Comentários: em breve.

39 – Big Game

  • Primeira aparição: Coletânea Before the Golden Age, 1974.
  • Título em Português: em breve.
  • Publicação no Brasil: em breve.
  • Comentários: em breve.

40 – First Law

  • Primeira aparição: Revista Fantastic Universe, outubro de 1956, páginas 29-31.
  • Título em Português: em breve.
  • Publicação no Brasil: em breve.
  • Comentários: em breve.

41 – Time Pussy

  • Primeira aparição: Revista Astounding Science-Fiction, abril de 1942, páginas 113-114.
  • Título em Português: Os Gatinhos do Tempo.
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro O Futuro Começou (1978 – Hemus)
  • Note: Publicado sob o pseudônimo George E. Dale.
  • Comentários: em breve.

1942


42 – Victory Unintentional

  • Primeira aparição: Revista Super Science Stories, agosto de 1942, páginas 86-99.
  • Título em Português: em breve.
  • Publicação no Brasil: em breve.
  • Comentários: em breve.

1943


43 – Author! Author!

  • Primeira aparição: The Unknown Five, D. R. Benson, ed. Pyramid, 1964, pp. 15-42.
  • Título em Português: Autor! Autor!
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro O Futuro Começou (1978 – Hemus)
  • Comentários: em breve.

44 – Death Sentence

  • Primeira aparição: em breve.
  • Título em Português: Sentença de Morte.
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro O Futuro Começou (1978 – Hemus)
  • Comentários: em breve.

45 – Catch That Rabbit

  • Primeira aparição: em breve.
  • Título em Português: em breve.
  • Publicação no Brasil: em breve.
  • Comentários: em breve.

1944


46 – The Big and the Little (Merchant Princes)

  • Primeira aparição: em breve.
  • Título em Português: em breve.
  • Publicação no Brasil: em breve.
  • Comentários: em breve.

47 – The Wedge (The Traders)

  • Primeira aparição: em breve.
  • Título em Português: em breve.
  • Publicação no Brasil: em breve.
  • Comentários: em breve.

48 – Dead Hand (The General)

  • Primeira aparição: em breve.
  • Título em Português: em breve.
  • Publicação no Brasil: em breve.
  • Comentários: em breve.

49 – Blind Alley

  • Primeira aparição: em breve.
  • Título em Português: em breve.
  • Publicação no Brasil: em breve.
  • Comentários: em breve.

50 – Escape! (Paradoxal Escape)

  • Primeira aparição: em breve.
  • Título em Português: em breve.
  • Publicação no Brasil: em breve.
  • Comentários: em breve.

1945


51 – The Mule

  • Primeira aparição: em breve.
  • Título em Português: em breve.
  • Publicação no Brasil: em breve.
  • Comentários: em breve.

1946


52 – Evidence

  • Primeira aparição: em breve.
  • Título em Português: em breve.
  • Publicação no Brasil: em breve.
  • Comentários: em breve.

53 – Little Lost Robot

  • Primeira aparição: em breve.
  • Título em Português: em breve.
  • Publicação no Brasil: em breve.
  • Comentários: em breve.

1947


54 – Now You See It… (The Search by the Mule)

  • Primeira aparição: em breve.
  • Título em Português: em breve.
  • Publicação no Brasil: em breve.
  • Comentários: em breve.

55 – No Connection

  • Primeira aparição: em breve.
  • Título em Português: Nenhuma Ligação.
  • Publicação no Brasil: em breve.
  • Comentários: em breve.

56 – The Endochronic Properties of Resublimated Thiotimoline

  • Primeira aparição: em breve.
  • Título em Português: As Propriedades Endocrônicas da Tiotimolina Ressublimada.
  • Publicação no Brasil: Foi publicada no livro O Futuro Começou (1978 – Hemus)
  • Comentários: em breve.

57 – Grow Old With Me

  • Em breve.

1948


58 – The Red Queen’s Race

  • Em breve.

59 – Mother Earth

  • Em breve.

1949


61 – Satisfaction Guaranteed (Flash and Metal)

  • Em breve.

62 – The Evitable Conflict

  • Em breve.

1950


63 – Day of the Hunters

  • Em breve.

64 – Darwinian Poolroom

  • Em breve.

65 – Green Patches (Potent Stuff / Misbegotten Missionary)

  • Em breve.

66 – Tyran (The Stars, Like Dust —)

  • Em breve.

67 – Breeds There a Man

  • Em breve.

68 – Hostess

  • Em breve.

69 – What If…

  • Em breve.

1951


70 – In a Good Cause

  • Em breve.

71 – Nobody Here But…

  • Em breve.

72 – The Psychohistorians

  • Em breve.

73 – Shah Guido G.

  • Em breve.

74 – C-Chute (Greater Love)

  • Em breve.

75 – The Fun They Had

  • Em breve.

 

76 – The Monkey’s Finger

  • Em breve.

 

77 – Youth

  • Em breve.

 

78 – Button, Button

  • Em breve.

 

79 – Flies

  • Em breve.

1952


80 – In a Good Cause

  • Em breve.

 

81 – The Martian Way

  • Em breve.

 

82 – The Deep

  • Em breve.

 

83 – Sally

  • Em breve.

 

84 – The Micropsychiatric Applications of Thiotimoline

  • Em breve.

 

85 – The Pause

  • Em breve.
Anúncios